Banda Larga Móvel 3G: preste atenção nas entrelinhas dos contratos

O meu amigo virtual Vinicius Martins escreveu dois excelentes posts que devem ser considerados como leitura obrigatória para todos aqueles que pretendem contratar uma internet móvel, seja no celular ou no modem 3G. O primeiro post está neste link no Webinsider e esclerece de forma mais do que detalhada o que cada serviço disponível oferece, seu custo e limitações, já o segundo texto, no Blog do Vinicius,  temos a questão da limitação de velocidade em caso do uso total dos limites de consumo da franquia totalmente dissecada, de forma que as entrelinhas dos contratos das operadoras estão demonstradas de forma simples, direta e de fácil entendimento.

Neste post podemos ver alguns interessantes exemplos como o da Claro e da Oi, que transcrevo a seguir:

“Claro

A Claro também tem em suas entrelinhas para as conexões baseadas em velocidade:

Navegue à vontade
Não há limite de volume de tráfego, nem cobrança por tráfego adicional.

As velocidades dos planos Banda Larga 3G contratados podem sofrer oscilações e variações de velocidade conforme condições topográficas e/ou climáticas, velocidade de movimento, distância que o cliente se encontrar da Estação Rádio Base (ERB), número de clientes associados a mesma estação Rádio Base, entre outros fatores que por ventura venham a interferir no sinal. A CLARO garante o mínimo de 10% (dez por cento) da velocidade nominal contratada. O cliente que exceder a franquia de 1GB poderá ter, a exclusivo critério da Claro, sua velocidade reduzida para 128 Kbps até o faturamento de sua próxima franquia quando sua velocidade será restabelecida para a velocidade contratada.

Oi

Visitei uma loja própria da Oi num shopping de Belo Horizonte e o atendente veio com uma abordagem interessante, ele me mostrou um catálogo onde falava sobre as restrições da concorrência, reforçando que a Oi é transparente e que após o consumo da sua cota não haverá mudança de velocidade, somente o pagamento do volume excedente. A Oi não oferece banda larga móvel ilimitada, somente um plano com 10GB por mês. Para buscar informações mais detalhadas li o contrato de prestação de serviço deles, e segue a cláusula sobre a cota:

1.2 Caso haja consumo mensal excedente à franquia de 10 Gigabytes de tráfego, será cobrada tarifa adicional relativa ao volume de tráfego excedente.”

Tudo bem que é muito interessante não ter limitações de velocidade após exceder a franquia de uso, mas imagine o risco que um pequeno deslise no controle mensal da franquia pode causar ao consumidor?!

As pessoas normalmente não dão muita atenção para os contratos de adesão das operadoras de telefonia celular, mas eu acho que a leitura destes documentos deveria se tornar um hábito cada vez mais comum para não sermos surpreendidos no futuro com problemas com os serviços e altas multas para a rescisão dos contratos.

Vale muito a pena ler os posts no Webinsider e no Blog do Vinicius!!

5 Comments

  1. Daniel 05/11/2008
  2. Jane Croice 18/03/2009
  3. israel 20/04/2009
  4. Roberto 27/08/2009
  5. ADILSON SANTOS DE ARAGÃO 22/05/2010

Leave a Reply