Novo MacBook: O mini MacBook Pro

overview-gallery3-20081014

Apesar de não ter comentado nada sobre o lançamento dos novos Macbook e Mackbook Pro, para não passar em branco estou transcrevendo algumas partes do post do Gizmodo sobre os lançamentos, vejamos:

Uma das coisas que mais chamaram a minha atenção foi a saída do plástico na construção do MacBook, que ganhou um belo corpo de alumínio semelhante ao do irmão mais velho, o MacBook Pro, e está muito mais bonito e resistente.

  • Ele é feito com o processo de manufatura apelidado de “Brick” (tijolo), que corta todo o frame do laptop de um pedaço único de alumínio (nada de parafusos ou várias peças). Desse jeito, ele perde a cara de “computador de estudante” e fica ainda mais elegante, entrando no lance de design que o Mr. Ive falou na coletiva (alumínio polido e vidro negro, nada de plástico).
  • O tão esperado chipset da Nvidia está lá (Nvidia 9400M), tomando o lugar da placa integrada gráfica da Intel. Ele tem 16 núcleos paralelos gráficos, chega em 54 gigaflops e é 5 vezes mais rápido que o da intel. É a mesma placa que tem no MacBook Pro, mas sem a unidade secundária da Nvidia.
  • A tela de 13.3” de LED tem o mesmo tipo de vidro do MacBook Pro, aquele que o Kimura detesta. Mas é 30% mais eficiente em consumo de energia.
  • Assim como o Pro, o MacBook tem o certificado EPEAT Ouro de energia e sustentabilidade de produção, além de ter 42% a menos de embalagem.
  • A bateria agüenta 5 horas.
  • É aproximadamente 200 gramas mais leve que o antigo MacBook, além de ter só 2.4 cm de espessura. Pesa 2 kilos.
  • Ele também tem a nova geração de multitouch trackpad da Apple, que desencana do botão do mouse e faz com que o próprio pad se tranforme em um botão. A nova interface de toque com 4 (QUATRO!!) dedos serve para várias coisas, como alternar de aplicativos e tal, além de criar a possibilidade que cada software tenha botões específicos.
  • O modelo mais simples de 1099 dólares ficou mais barato (999 dólares, mas é o modelo antigo), deixando o 2.0GHz/160GB/2MB RAM/Superdrive por 1299 dólares e o 2.4 GHz/250GB por 1599 dólares – o que é realmente triste para quem esperava um notebook novo por menos de 1000 dólares. Um SSD de 128gb é opcional para os modelos top de linha, mas ninguém falou de preço ainda.

Clique aqui para ler o press release, em inglês.

Eu achei os novos modelos muito caros, e com certeza ainda vou passar uma boa temporada com o meu MacBook branco com processador Intel Core 2 Duo de 2,0, 160 GB de HD e 2 GB de RAM, pois com a onda dos Netbooks acredito que a minha máquina ainda tem muita lenha para queimar durante um bom tempo!! Como eu costumo cuidar muito bem dos meus equipamentos, provavelmente em algum tempo só terei que trocar a bateria do meu MacBook para continuar com a máquina firme, forte e em plena operação!

    Fonte: Gizmodo Brasil.

    One Response

    1. Paulo 17/10/2008

    Leave a Reply