Quem é esta garota?

Hoje eu encontrei mais um post muito interessante no excelente blog Querido Leitor da Rosana Hermann. Trata-se de uma nova campanha que a BR Press lançou no Dia Internacional da Mulher, que tem como objetivo encontrar uma mulher, que ainda criança negou um aperto de mão ao general Figueiredo, em foto célebre de Guinaldo Nikolaevscky. A foto simboliza o início da abertura política no Brasil.

A foto é realmente histórica e genial!!

Veja o texto na íntegra:

Juliana Resende/BR Press*

(BR Press*) – Algumas imagens “falam” por si sós. É o caso desta foto de Guinaldo Nicolaievsky, que desafiou a ditadura militar com uma birra de criança – uma menina de muita personalidade, que se negou a apertar a mão do então presidente, general João Baptista de Oliveira Figueiredo (1918-1999), mesmo sob insistência dos fotógrafos. Neste Dia Internacional da Mulher, a BR Press lança a campanha Quem É Esta Garota? e procura a menina da foto – que, quase 30 anos após o início do governo Figueiredo, em 1979, também simboliza o início da abertura política no Brasil.

Esta menina – hoje mulher – deve ter boas recordações de sua rebeldia. Ela não parecia convencida de que Figueiredo daria continuidade ao projeto de abertura com a Lei de Anistia, aprovada em agosto de 1979, que, apesar das restrições e de ter anistiado torturadores e assassinos a serviço da Segurança Nacional, permitiu aos exilados, presos políticos e parlamentares cassados desde 1964, a saída da clandestinidade.

E foi a presença de espírito deste repórter fotográfico veterano e admirado que é Guinaldo Nicolaievsky, então à serviço de O Globo, em Belo Horizonte, a força motriz deste registro solene do poder feminino imposto mesmo aos, digamos, 5 anos de idade. Quanta atitude! Quanta dignidade! Quanta bossa e quanta graça!

Com a palavra, o autor da sensacional imagem, em descrição ao blog Picturapixel:

“Lançamento do carro à álcool em BH. A imprensa mineira e a nacional estavam presentes e um grupo de crianças foi levado ao Palácio da Liberdade para cumprimentar o presidente Figueiredo. Deu zebra: a primeira da fila negou o aperto de mão ao Presidente da República, apesar dos pedidos dos fotógrafos. Percebi que não aconteceria o aperto e fotografei.”

Guinaldo Nicolaievsky continua e aqui vem a melhor parte da história: “Corri para a redação para revelar e transmitir a foto para o Rio. Para minha surpresa eles não publicaram a foto! Desconfiaram! Queriam o “cumprimento”. Fui ameaçado de dispensa caso não entregasse o fotograma. Foi exigido que mandasse o filme sem cortá-lo no primeiro vôo para o Rio. O que foi feito. Não publicaram nada… resolvi por minha conta, mandar para outros veículos, que publicaram com destaque até no exterior.”

Quem souber do paradeiro da “menina” que negou a mão ao general ou caso ela mesma se depare com esta reportagem, favor entrar em contato com pauta@brpress.net .

Fonte: Querido Leitor.

Powered by Qumana

Leave a Reply