Universidade carioca distribuirá 100 mil tablets para seus alunos

Muitos meses após a publicação do meu post sobre a Mochila de Escola 2.0, onde eu comentava sobre o alto custo do material didático e o enorme peso das mochilas dos alunos, nesta semana eu encontrei um bom exemplo brasileiro de evolução do conteúdo oferecido nas instituições de ensino.

Neste caso foi a universidade Estácio de Sá, que anunciou que irá oferecer o material didático de seus cursos por meio de tablets que serão entregues gratuitamente aos alunos a partir do segundo semestre desse ano, após a renovação da matrícula. Em um primeiro momento a novidade é exclusiva dos alunos dos cursos de Direito dos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, e segundo a universidade na fase inicial serão distribuídos aproximadamente 100 mil aparelhos, dentro de um contrato de três anos.

O modelo ou a fabricante do produto não puderam ser revelados (três empresas estariam apresentando propostas à universidade), mas existe o interesse em um modelo que possua suporte ao Flash, rode Android 2.2 ou 2.3 e custe entre 350 e 450 dólares. Segundo a assessoria da universidade, mesmo com suas limitações o iPad não estaria totalmente descartado.

A universidade ainda será responsável pelo treinamento de alunos e professores que receberem o tablet, que contará com todo material didático digital e acesso a mais de 1.600 obras na biblioteca da faculdade, o que deixará com certeza a mochila muito mais leve!

Segundo a instituição o tablet será emprestado e ao final do curso o aparelho será doado aos alunos. Existe ainda a preocupação de utilizar um equipamento portátil com um sistema de segurança que, em caso de roubo, desative o equipamento à distância, sendo que o aluno sofrer o furto ou roubo do aparelho poderá receber outro, desde que apresente um boletim de ocorrência.

A Estácio de Sá espera ter todos os seus alunos utilizando tablets no prazo de 5 anos, sendo que a mesma informou que a migração para o conteúdo digital irá representar uma economia de 6 milhões de páginas por ano, somando 240 milhões em 5 anos. Esta iniciativa com certeza deixará as mochilas muito mais leves, além de eliminar uma quantidade gigante de papel e reduzir os gastos com livros e material didático, o que certamente é uma iniciativa extremamente sustentável!

Já imaginou poder levar todos os livros escolares e anotações dentro de um pequeno tablet? Espero que esta iniciativa seja seguida por um grande número de instituições de ensino dos mais diversos níveis espalhados pelo Brasil, do ensino fundamental até a universidade!!

Com informações do IDG.

11 Comments

  1. roberto 03/02/2011
  2. Rodrigo 03/02/2011
  3. Marcus Vinicius 03/02/2011
  4. Alessandro 03/02/2011
  5. Celso 03/02/2011
  6. Nel@ 03/02/2011
  7. Raphael 03/02/2011
  8. Vanderlei 04/02/2011
  9. Raphael 04/02/2011
  10. Ciro Espítama 04/02/2011
  11. Miguel Medina 04/02/2011

Leave a Reply