Adobe Flash ou mais autonomia?

Na última semana um assunto muito comentado foi a ausência do Adobe Flash nos novos Macbook Air da Apple, seguindo o mesmo caminho dos outros dispositivos da marca, mas com a vantagem de existir a opção da instalação caso o usuário entenda que a mesma é necessária. Apesar de necessário, todos sabem que o plugin do Flash pode eventualmente funcionar como uma porta para ameaças ao sistema além de ser um grande consumidor de recursos de hardware, e nesta semana o pessoal do Ars Technica publicou o resultado de alguns testes efetuados em máquinas, uma com o Flash, outra sem ele, removido totalmente do sistema, com uma conclusão interessante:

O Flash instalado pode encurtar consideravelmente a autonomia da bateria — algo em torno de 33% nos nossos testes. Com alguns sites carregados no Safari, os anúncios feitos em Flash mantiveram o processador rodando bem além do que parecia necessário, e o melhor tempo obtido com o Flash instalado foi de apenas 4 horas. Após remover o Flash, no entanto, o MacBook Air funcionou por 6h02 — com o exato mesmo conjunto de sites carregados no Safari, e anúncios estáticos substituindo as versões em Flash sugadoras de CPU.

Acho que que o usuário sempre conta com uma fonte de energia por perto, não há motivos para retirar o Flash da máquina, mas se a maior parte do tempo de utilização do aparelho acontece longe das tomadas, vale a pena navegar em um browser sem o Flash, deixando um segundo browser com o plugin instalado para ser aberto somente em casos de necessidade, afinal não podemos desprezar 33% de carga a mais de autonomia!! Vale a pena experimentar esta solução!

3 Comments

  1. gil 04/11/2010
  2. Fernando 04/11/2010
  3. Rodolfo 05/11/2010

Leave a Reply