Dicionário Oxford pode deixar de ser impresso

E por falar no fim do papel, o mais completo e tradicional dicionário em inglês do mundo, o Oxford English Dictionary, também poderá deixar de ser impresso. Segundo a sua editora a Oxford University Press, a quantidade de pessoas que consultam a versão on-line do dicionário é muito grande, o que pode definir o fim da edição impressa do produto.

A última edição impressa é de 1989 e é composta de 20 volumes que totalizam mais de 60 quilos e custa US$ 1.165,00, vendendo desde seu lançamento cerca de 30 mil pacotes. A edição digital custa atualmente US$ 295,00, tendo em média dois milhões de acessos por mês. A decisão de manter ou não a edição impressa será tomada após a revisão da terceira edição. Os editores afirmam considerar publicação da versão em papel desde que haja demanda.

Eu apoio totalmente a substituição do papel pelas versões digitais, pois além da questão do meio ambiente, temos um grande desperdício de espaço e peso para carregar nas mochilas, que poderiam ser facilmente substituídos pelas versões digitais. Não seria excelente poder trocar todos os livros e cadernos por um iPad ou um Kindle? Garanto que o custo dos livros e cadernos de 1 ou 2 anos poderia pagar o custo do equipamento sem problemas!

Via Jovem Nerd.

3 Comments

  1. scheldon 01/09/2010
  2. erlantz 01/09/2010
  3. Thiago 03/09/2010

Leave a Reply