Como ajudar seu filho a escolher uma carreira

diploma1.jpgTenho recebido solicitações de pais em busca de orientação profissional para os seus filhos de quatorze e até de doze anos. Se a base da escolha é autoconhecimento, escolher com esta idade é inviável.   

Bem intencionados, muitas vezes os pais querem adiantar o processo e prevenir problemas futuros, mas o desenvolvimento não é passível de ser acelerado. A preocupação dos pais em orientar cada vez mais cedo seus filhos na escolha de um curso e, conseqüentemente, de uma profissão é um dos problemas cruciais atualmente.

Está em jogo a crescente ansiedade em ver os filhos encaminhados e acabam acontecendo alguns equívocos. Muitas vezes os pais, cheios de boa vontade,  orientam os filhos com base na sua própria experiência profissional, que pode não ter sido a mais ampla ou mesmo ter contado com orientação adequada.

É comum que os adultos tenham uma perspectiva pragmática, mas não se pode escolher apenas considerando a situação atual do mercado. Ao optar por uma profissão, é fundamental ter uma perspectiva de futuro, porque é nele que esta escolha se concretizará: a depender da idade do jovem, nos referimos a um período de, pelo menos, dez anos à frente – quando então ele ingressará no mercado de trabalho. Identificar tendências é muito importante.

Escolher em um contexto turbulento e pouco previsível já é difícil para os adultos que trabalham e conhecem o que é o mundo do trabalho, que dirá para um jovem, que nem sempre conhece o que é o trabalho.

Adriana Saba – Consultora

http://www.oficinadamudanca.com.br/

Para ler mais textos da Colsultora Adriana Saba, clique em Carreira na lista de assuntos do blog que fica no lado direito desta página. 

 

5 Comments

  1. Julio 27/07/2007
  2. Veridiana Serpa 27/07/2007
  3. Adriana Saba 27/07/2007
  4. rodrigostoledo 28/07/2007
  5. rodrigostoledo 28/07/2007

Leave a Reply